Corumbá/MS, Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 14h:49
Tamanho do texto A - A+

Em Brasília, Azambuja pede inclusão de rodovia Sul-Fronteira no Orçamento da União

Rodovia MS-165 margeia a fronteira do Brasil com o Paraguai

Laryssa Maier
Capital News

Paulo Fernandes/Subcom

Reinaldo Azambuja pede inclusão de rodovia Sul-fronteira no Orçamento da União

Governador também tratou da aquisição de patrulhas mecanizadas para agricultura familiar

Nesta terça-feira (01) em Brasília, o governador Reinaldo Azambuja pediu ao relator Marcio Bittar (AC) a inclusão da rodovia Sul-fronteira no Orçamento Geral da União de 2021, além da aquisição de patrulhas para a agricultura familiar em Mato Grosso do Sul. 

 

“Tivemos uma reunião muito proveitosa aqui em Brasília. Discutimos alguns assuntos de interesse do Brasil, mas em especial de Mato Grosso do Sul, como a rodovia Sul-fronteira, que margeia com o Paraguai, as patrulhas que nós queremos distribuir aos municípios para potencializar o apoio à agricultura familiar, as estradas vicinais e tivemos aqui uma atenção muito especial do meu amigo, senador Marcio Bittar, de apoio aos pleitos e aos pedidos do povo sul-mato-grossense”, afirmou o governador.

 

A rodovia MS-165 margeia a fronteira do Brasil com o Paraguai ligando os municípios de Ponta Porã e Mundo Novo. Atualmente, duas frentes de trabalho estão trabalhando entre Aral Moreira e Paranhos. “Nós temos uma parceria na Sul-Fronteira. Estamos com duas frentes de obra importante ali: Vila Marques - Aral Moreira, Aral - Coronel Sapucaia, Coronel Sapucaia - Paranhos e aí vamos dar sequência Paranhos, Tacuru, Sete Quedas e Mundo Novo, fazendo toda a margem de fronteira com o Paraguai. É uma obra estruturante que, eu não tenho dúvida, terá o apoio do Ministério do Desenvolvimento Regional, do ministro Rogério Marinho e do senador Nelsinho. É uma obra estruturante para Mato Grosso do Sul e para o Brasil, que margeia o Paraguai e é extremamente importante para segurança pública para aquela região de fronteira”, acrescentou Reinaldo Azambuja. 

 

De acordo com a assessoria, o senador Marcio Bittar assumiu o compromisso de avaliar os pedidos. “O Brasil tem 27 governadores. Lá do Acre, que eu sou senador da República, sou aliado do governador. Mas dos 27 eu tenho um que eu tenho amizade, que é o governador Reinaldo Azambuja, e eu tenho uma dívida de gratidão com Mato Grosso do Sul. Eu fui morar aí ainda quando era Estado uno, Mato Grosso, depois veio a divisão. Minha mãe até hoje mora em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul”, comentou.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix