Corumbá/MS, Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 13h:54
Tamanho do texto A - A+

Câmara fará homenagem a juiz aposentado e ex-presidente da Agepen

Casa receberá o deputado estadual Barbosinha que propôs colocar o nome de Stropa na rodovia MS-470

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Divulgação/Agepen

Câmara fará homenagem a juiz aposentado e ex-presidente da Agepen

Morte de Stropa completará um ano no próximo mês

 

 

Na próxima segunda-feira (27), durante a sessão ordinária da Câmara de Dourados, o juiz aposentado e ex-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) Ailton Stropa Garcia será homenageado na Casa de Leis por vereadores e pelo Deputado Estadual José Carlos Barbosa (DEM), o Barbosinha. O homenageado morreu em junho de 2018 aos 62 anos em decorrência de complicações cirúrgicas.

 

De acordo com a programação, o deputado irá usar a tribuna para contar um pouco da história de Stropa e falará sobre os relevantes serviços prestados à população de Dourados "para esta pessoa que tanto se dedicou a sua carreira pública, enquanto juiz de direito, militante político, Procurador da Câmara Municipal, produtor rural e também sua atividade religiosa".

 

Barbosinha, recentemente, propôs a Lei que denominou a rodovia que interliga Dourados, Douradina e Itaporã, a MS-470, como "Ailton Stropa".

 

"Fico imensamente satisfeito pelo fato do deputado Barbosinha ter encampado nossa sugestão, eternizando o nome de Ailton Stropa na história do Mato Grosso do Sul, com certeza a Lei 5341 de 07 de maio de 2019 representa o reconhecimento pela memória deste extraordinário homem, proporciona um conforto aos seus familiares e aos seus inúmeros amigos", disse o vereador Madson Valente (DEM) que realizou o convite ao deputado para a homenagem.

 

Quem foi Stropa

 

Formado em Direito pela Faculdade de Direito de Araçatuba (SP) e mestre na mesma área pela Universidade de Brasília (UNB), além de diretor-presidente da Agepen, foi juiz de Direito, advogado e professor.

 

Possui especializações em Metodologia do Ensino Superior pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, da Universidade do Paraná (UNIPAR); em Antropologia Filosófica Aplicada ao Direito, pela Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso do Sul, e em Direito das Obrigações, pela Universidade da Grande Dourados (Unigran).

 

Assumiu em 1988 como Juiz de Direito em Mato Grosso do Sul, passando pelas Comarcas de Campo Grande, Aparecida do Taboado, Fátima do Sul e Dourados, Três Lagoas, Caarapó, Glória de Dourados, Deodápolis, Rio Brilhante e Maracaju.

 

Foi procurador-geral da Câmara Municipal de Dourados (MS), nos períodos de janeiro de 2001 a janeiro de 2002 e de janeiro de 2009 a agosto de 2010.

 

Professor por mais de 20 anos, deu aulas na Faculdade de Artes de Guararapes (SP), Faculdades de Direito da Unipar e Ungiran, e na Escola Superior da Magistratura do MS.

 

Advogou nos estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, tendo sido também assessor jurídico de diversas prefeituras e câmaras municipais, autarquias e associação de Municípios.

 

Recebeu títulos de Cidadania Douradense e Sul-mato-grossense, entre diversas outras homenagens, como as de Patrono, Paraninfo, Amigo e Nome de Turmas de Formandos.

 

Foi membro da Academia Douradense de Letras sendo autor dos livros “Direito e Legislação”, “Quando Tremem as Colunas” e “Momentos Jurídicos”. Também participou como coautor da obra: “Na Fronteira: Conhecimentos e Práticas Jurídicas para a Solidariedade Emancipatória”, organizada pelo professor José Geraldo de Souza Júnior, da UNB. Tem escritos jurídicos publicados em importantes revistas especializadas na área jurídica.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix