Corumbá/MS, Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 17h:56
Tamanho do texto A - A+

Fim de operação no interior tem quatro presos

Também teve munições, dinheiro, arma de fogo e drogas apreendidas

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Polícia Civil

Kratos

Balanço foi divulgado nesta terça-feira (20)

Com o fim da operação Kratos, Thayná Gomes Modesto, de 24 anos, e quatros homens - Jamilson Pereira do Carmo (42), Charles Wanderson Gonçalves de Matos (27), Luciano Ferreira Miranda (32) e Jackson Luiz Costa Rosa (28) -, foram presos durante a operação Kratos, deflagrada nesta segunda-feira, 19 de agosto, nas cidades de Corumbá e Ladário. Ainda foram apreendidas drogas, munições, arma de fogo e pouco mais de R$ 27 mil que estavam em poder de um dos presos.

A operação foi realizada pelas Polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal e a Agepen (Agência do Sistema Penitenciário). Segundo o site Diário Online, dos cinco presos, três foram por cumprimento de mandados de prisão: Charles Wanderson, o "Mata Rindo", por homicídio qualificado e envolvimento em organização criminosa; Luciano Miranda, por roubo, e Jackson por evasão do sistema prisional.

A quantia de R$ 27.660,00 estava em poder de Jamilson Pereira, preso em sua residência, no Loteamento Pantanal. Com ele, ainda foram apreendidas duas armas de fogo, sendo uma delas revólver calibre 38 - com capacidade para cinco munições - e nove munições intactas do mesmo calibre.

Todo o dinheiro apreendido estava dentro de uma sacola plástica, que continha R$ 26.360,00 dividida em sete porções de cédulas de dinheiro nacional de 20,50 e 100 reais, e no bolso de Jamilson, estava a quantia de R$ 1.300,00 totalizando o valor R$ 27.660,00. Já a mulher, Thayná Modesto, foi presa em ônibus que fazia o itinerário Corumbá/Campo Grande por tráfico de drogas. Ela engoliu 50 cápsulas de cocaína e viajaria para Roma, na Itália.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix