Corumbá/MS, Domingo, 15 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 13h:56
Tamanho do texto A - A+

Instituído o Dia Municipal da Vigilância Sanitária

Vereadores aprovaram onze projetos a sessão ordinária desta quinta-feira

Adriana Ximenes
Capital News

Izaias Medeiros

Vereadores aprovam obrigatoriedade de expor direitos de doadores

Vereadores na sessão desta quinta-feira

 

Vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram 11 Projetos na sessão ordinária desta quinta-feira (14), Entre eles estão a matéria que concede o título de visitante ilustre da cidade de Campo Grande ao bispo Celso Macedo Bezerra Júnior e sua esposa Fernanda Bezerra, que realizam trabalho evangelístico há mais de 20 anos. 

 

Essa pauta do vereador Gilmar da Cruz (Republicano), foi aprovada em regime de urgência, em única discussão e votação, Projetos de Decreto Legislativo 2093/19 e 2094/19. O bispo é coordenador da Força Jovem Universal do Brasil, com auxílio de Fernanda, onde realizam diversos projetos para os jovens, como esporte, cultura, projeto de combate ao suicídio e de qualificação para universitários. 

 

Também em urgência, em única discussão, foi aprovado o Projeto de Resolução 457/19, que altera a Resolução nº 1.245, de 27 de junho de 2017, que dispõe sobre o regulamento interno que organiza a estrutura administrativa da Câmara Municipal de Campo Grande e dá outras providências. A alteração refere-se aos requisitos para o cargo de controlador-geral. 

 

Em segunda discussão, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei 9.436/19, do vereador Carlão, que autoriza o Poder Executivo a instituir o “Selo Empresa Solidária com a Vida” em Campo Grande. O selo será destinado às pessoas jurídicas que desenvolvam programa de esclarecimento e incentivo aos seus trabalhadores, para a doação de sangue e de medula óssea. 

 

Também foi aprovado, em segunda discussão, o Projeto de Lei 9.485/19, que dispõe sobre a obrigatoriedade de expor os direitos dos doadores de sangue e medula óssea nos órgãos públicos. A proposta é do vereador William Maksoud (PMN).

 

Ainda, aprovaram o Projeto de Lei 9.479/19, do vereador Veterinário Francisco, que denomina de “Praça Luiz Oscar Wielewicki”, área localizada no Bairro Jardim Autonomista. Os vereadores aprovaram também, em segunda discussão, o Projeto de Lei 9.481/19, que dispõe sobre a instituição do Dia Municipal da Dança em Campo Grande. A proposta é do vereador Cazuza (PP). 

 

Já em primeira discussão, os vereadores aprovaram quatro propostas.  De autoria do vereador Chiquinho Telles (PSD), os vereadores aprovaram o Projeto de Lei 9.505/19, que institui o Dia Municipal da Vigilância Sanitária no Município de Campo Grande, a ser comemorado no dia 5 de agosto, e o Projeto de Lei 9.437/19, que declara de utilidade pública o Projeto Sal da Terra Luz do Mundo.  

 

Também foi aprovado o Projeto de Lei 9.502/19, que institui no Município de Campo Grande o “Dia Municipal do Chef de Cozinha” e dá outras providências. A proposta é dos vereadores Otávio Trad e Júnior Longo. Os vereadores aprovaram ainda em primeira discussão o Projeto de Lei 9.476/19, do vereador Dr. Cury (Sem Partido), que declara de utilidade pública municipal a Comunidade Evangélica Aliança Cristã.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix