Corumbá/MS, Quarta-Feira, 19 de Janeiro de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Corumbá
Terça-Feira, 16 de Novembro de 2021, 16h:21
Tamanho do texto A - A+

MS reduziu em 46,60% área queimada no Pantanal em 2021

Focos de calor tiveram redução de 34,14%

Silvio Ferreira
Capital News

Portal do MS

MS reduziu em 46,60% área queimada no Pantanal em 2021

Governo investiu R$ 56 milhões em equipamentos para combate à incêndios florestais no Estado

Dados estatísticos divulgados pela Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul aponta que a área queimada no Pantanal em 2021, de 1º de janeiro a 15 de novembro (901.325 hectares), foi 46,60% inferior ao mesmo período de 2020 (1.688.175 hectares).

 

Os focos de calor também sofreram redução, no comparativo, apesar de a vegetação se apresentar ainda mais seca com a prolongada estiagem há pelo menos dois anos. Em 2020, foram registrados 8.739 desastres naturais no bioma, 34,14% a menor esse ano (5.755 focos).

 

Em áreas protegidas, a área queimada em 2021 sofreu uma queda significativa em relação ao ano passado, correspondendo a 88,02% na região da Serra do Amolar, uma das áreas mais atingidas pelo fogo; 50,82% em unidades de conservação e 42,01% em terras indígenas. Os dados foram gerados pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e Lasa (Laboratório de Aplicações de Satélites, da UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro).

 

Na avaliação do Governo do Estado, um fator que contribuiu para a redução de danos em 2021, em relação ao ano passado, foi o planejamento na prevenção e combate ao fogo pelo Corpo de Bombeiros.

 

Segundo o comando-geral da corporação o número de ocorrências de incêndios florestais atendidas pelo CBMMS subiu 11,97%, em relação ao mesmo período de 2020, com o emprego, em ações como a “Operação Hefesto”, iniciada em julho de 2021 em Corumbá, de 796 bombeiros militares de várias unidades do CBMS. Na fase aguda dos incêndios, entre agosto e outubro, a operação contou com nove aeronaves.

 

O governo do Estado informa terem sido investidos R$ 56 milhões na reestruturação do Corpo de Bombeiros (novas viaturas, treinamento e aumento do efetivo com a incorporação de 150 homens) e aquisição de aeronave de combate à incêndios florestais, via licitação internacional. 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix