Corumbá/MS, Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 14 de Julho de 2019, 09h:11
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Bolsonaro diz que vai indicar ao Supremo ministro “terrivelmente evangélico”: vídeo

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Michel Jesus/Agência Câmara

ColunaMarcoEusébio

Bolsonaro participou de culto da Santa Ceia da bancada evangélica e depois de sessão alusiva à Igreja Universal

Jair Bolsonaro disse duas vezes na quarta (10) que um dos dois ministros que poderá indicar ao Supremo será "terrivelmente evangélico", ao participar de culto da Frente Parlamentar Evangélica na Câmara dos Deputados e, em seguida, na sessão em comemoração aos 42 anos da Igreja Universal do Reino de Deus. "O estado é laico, mas nós somos cristãos", afirmou. Bolsonaro é católico, mas a primeira-dama Michelle é evangélica. Na campanha, teve apoio apoio de grupos evangélicos e neste ano foi o primeiro presidente a participar da Marcha para Jesus, em São Paulo. Veja as declarações em vídeo publicado pelo site jurídico Migalhas.

 

• • • • •

 

'Ninho de ratos' diz Bolsonaro ao postar vídeo sobre aviões da Funai sucateados

Imagens de vídeo Reprodução

ColunaMarcoEusébio

Bolsonaro usa medalha ao citar aluguel de hangares onde estão aviões sucateados mostrados em vídeo por Damares

"A FUNAI, como regra, 'cuidava' de tudo, menos do índio. Cada ninho de ratos que toco fogo, mais inimigos coleciono", escreveu Jair Bolsonaro na segunda (08) no Twitter, ao postar vídeo em que a ministra Damares Alves mostra aviões que eram usados pela Funai na saúde indígena, abandonados em um hangar no Aeroporto de Brasília. "'Imagina que esta medalha valha mil reais. Que tal você guardá-la para mim por R$ 700 mil por ano, pagos com dinheiro público. É um bom negócio para nós, é ou não é?", diz o presidente no vídeo, comparando valores estimados de leilão de uma aeronave e do aluguel pago pelo hangar.

No vídeo, Damares emenda: "É um descaso. Índio morrendo por falta de assistência médica, essa aeronave podia estar lá no Ministério da Saúde, com a saúde indígena, tá aqui ó". A ministra diz que os aviões estão abandonados "desde 2012", época do governo de Dilma. Além de Brasília, aeronaves estão em Goiânia (GO), no Rio de Janeiro (RJ) e em Itaituba (PA) e o prejuízo com aluguéis de hangares não pagos é de pelo menos R$ 3 milhões, conforme o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Edital para leilão dos bens deve ser lançado em 30 dias, mas a ministra disse à Agência Brasil que o que deve ser apurado "não paga 20% do que está sendo cobrado por pátios particulares". Veja o vídeo.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix