Corumbá/MS, Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017 | 22:59
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 28 de Agosto de 2017, 13h:45
Tamanho do texto A - A+

Homem sem formação de fisioterapia atuava clandestinamente em clínica

A pessoa irá responder criminalmente pela prática ilegal

Laura Holsback
Capital News

O Departamento de Fiscalização do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional de Mato Grosso do Sul (CREFITO 13), autuou clínica que ofercia serviços de fisioterapia clandestinamente. O flagrante foi feito em Corumbá.


Segundo o conselho, foi identificado que o dono do estabelecimento, que também prestava atendimentos, não tinha a formação na especialidade. Um boletim de ocorrência pelo exercício ilegal da profissão foi registrado na Polícia Civil e o homem irá responder criminalmente pela prática ilegal.


“Como o papel do Conselho é garantir que a população tenha um atendimento de qualidade e resolutivo, nós precisamos e vamos coibir esse tipo de atuação com fiscalizações recorrentes, a fim de que evitemos que pessoas sem respaldo legal, sem formação e sem capacidade técnica pratiquem atos privativos de fisioterapeuta”, afirmou o agente fiscal José Melo, membro do CREFITO 13.


Este é o quarto caso de exercício ilegal na área de fisioterapia constatado em Mato Grosso do Sul, em dois meses. A primeira ocorreu em Paranaíba, onde uma acadêmica realizava os atendimentos enquanto a profissional responsável estava em viagem. Em Cassilândia, quem realizava os atendimentos fisioterápicos era a secretária do consultório. Outro flagrante ocorreu em Campo Grande, onde a filha do proprietário de uma clínica atuava como fisioterapeuta sem a devida formação.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix