Corumbá/MS, Segunda-Feira, 25 de Setembro de 2017 | 03:59
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Domingo, 20 de Agosto de 2017, 07h:56
Tamanho do texto A - A+

Ruiter reforça parceria do Município com o Exército na troca de comando da 18ª Brigada

Da Assessoria

Renê Marcio Carneiro/PMC

Ruiter reforça parceria do Município com o Exército na troca de comando da 18ª Brigada

Solenidade aconteceu no 17ª Batalhão de Fronteira

Durante cerimônia militar, na noite desta sexta-feira, 18 de agosto, assumiu o comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira (Brigada Ricardo Franco) o general de brigada André Luiz Ribeiro Allão, que deve permanecer no cargo pelos próximos dois anos. A solenidade aconteceu depois da organização militar ter ficado sob a liderança, por quase dois anos, do general de brigada João Denison Maia Correia. A troca de comando aconteceu no pátio do 17º Batalhão de Fronteira. O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira, prestigiou a cerimônia e frisou que o Município vai manter parceria com o Exército Brasileiro e estreitar relacionamento com a instituição militar.

“O Exército representa muito para o País e aqui na nossa região mais ainda, além de salvaguardar a soberania, ele tem uma missão importante nas questões sociais e nos auxilia muito como uma força a mais. O Exército sempre se faz presente, tem sido parceiro do Município em todas as nossas unidades administrativas”, afirmou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira. A perspectiva do Município com o novo comando é de continuidade na parceria. “Vamos estreitar cada vez mais os laços, aprofundar temas que talvez possamos aprimorar, fazendo com que a gente consiga exercer na sua plenitude as nossas atividades. Entendo que, com essa parceria, quem mais vai se beneficiar disso é a nossa população”, completou.

O novo comandante da 18ª Brigada é natural do Rio de Janeiro e ingressou no Exército Brasileiro em fevereiro de 1981. Pela segunda vez está atuando no Mato Grosso do Sul, já que serviu no Estado nos anos de 2005 e 2006, em Dourados. “Retorno agora a uma cidade que não conhecia para comandar uma Brigada que tem papel fundamental na defesa da soberania na fronteira oeste. Estou feliz pelo desafio. Acho que a gente cresce quando somos demandados a esse tipo de situação e tenho certeza que Deus vai estar comigo e vou contar com o apoio da sociedade corumbaense e com os meus subordinados para cumprir a tarefa a qual o comandante do Exército me designou”, afirmou o comandante Allão.


Ele destacou que na fronteira não há como trabalhar sozinho e que o Exército vai permanecer atuando de maneira integrada com outras agências relacionadas à defesa e segurança. “Não há como ter um resultado positivo nessa tarefa sem estar integrado com os outros entes envolvidos na região. A Prefeitura de Corumbá tem uma relação muito grande com a Brigada, o que não poderia ser diferente, e eu pretendo manter isso porque o soldado é corumbaense, minha tropa é daqui, e eu me torno corumbaense a partir de hoje, ao assumir o comando da Brigada”, destacou o general de brigada André Luiz Ribeiro Allão.

General de Brigada Denison Maia parte rumo a Brasília
O general Denison Maia prossegue em sua carreira dentro do Exército Brasileiro, agora em Brasília. O militar afirmou que se despede com sensação de dever cumprido. “Tudo o que o meu potencial, as minhas capacidades e as minhas competências me permitiram fazer no comando desta 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira em prol do cumprimento da missão do Exército eu fiz de todo o meu coração, com todas as minhas forças”, assegurou.

Conforme ele, a preocupação com a situação de seus subordinados era constante e sempre procurou motivá-los para cumprir bem as suas missões. “Às vezes era um soldado com serviço de sentinela, um sargento que trabalha no setor de pagamento de pessoal, um tenente que tira serviço de oficial de dia, um capitão que tem responsabilidade de gestor documental, um coronel que precisa lidar com geração de direitos de pessoal, outro que precisa comandar um batalhão e transformar sua tropa em uma tropa operacional, pronta para combater, porque nós somos um instrumento militar de guerra, mas não deixamos nunca de pensar como braço forte, mas de atuar também como mão amiga”, afirmou o general.

Denison Maia lembrou das ações cívico-sociais realizadas com participação dos militares do setor de saúde. “Na hora em que a gente abraça a população nas nossas ações cívico-sociais, levando os nossos médicos e toda a nossa estrutura para dar o apoio que a população carente demanda e a gente vê no sorriso e no calor da recepção desses soldados a alegria, dá a sensação de estar contribuindo não só para a guerra, mas também para abraçar um irmão brasileiro e oferecer a ele um alento naquele momento”, disse o militar.

“Eu saio de Corumbá já com saudade porque, de fato, fui muito bem acolhido aqui. Essa cidade inspira muita tradição cultural. Fiquei muito emocionado em assistir o banho do São João, que é patrimônio imaterial. Gostei muito de identificar na cidade uma riqueza arquitetônica que poderia motivar um turismo nesse setor. Fiquei muito impressionado de ver as casas escritas com os anos 1897, 1906, e me ligar com o passado e pensar que pessoas passaram aqui, construíram essa história. Se o tenente-coronel Ricardo Franco, em 1801, repeliu um ataque espanhol e disse ‘Repelir o inimigo ou sepultar-se debaixo das ruínas do Forte’, isso mostra amor a essa terra e esse amor é o que nós, soldados do Exército Brasileiro, carregamos sempre por onde vamos. Por isso, sempre procurei transmitir para o meu pessoal: ‘Se você está aqui por dois anos, sinta e viva a comunidade e você vai levar daqui coisas boas e se você for feliz aqui, um brasileiro feliz é um brasileiro que produz mais por esse país’”, finalizou o general Denison Maia.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix