Corumbá/MS, Sábado, 23 de Março de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sábado, 22 de Dezembro de 2018, 10h:36
Tamanho do texto A - A+

Quatro pessoas ficam feridas em acidente com caminhão do Exército

Após colisão, caminhão desceu por ribanceira e bateu em árvore

Laura Holsback
Capital News

Divulgação/Bombeiros

Quatro pessoas ficam feridas em acidente com caminhão do Exército

Acidente foi nesta sexta-feira

Acidente envolvendo uma caminhonete e um caminhão do Exército resultou em quatro pessoas feridas nesta sexta-feira (21), perto da ponte sobre o rio Paraguai, no Porto Morrinho, distante 60 quilômetros de Corumbá. 

 

Segundo o site Diário Corumbaense,ao fazer a conversão para entrar no destacamento militar sentido Corumbá-Campo Grande, o condutor do caminhão acabou batendo na caminhonete Ranger, onde estavam quatro pessoas – três homens e uma mulher. O veículo saiu da pista e desceu uma ribanceira de quatro metros, batendo em árvores.

 

Ainda de acordo com as informações, um homem de 35 anos sofreu escoriações no rosto, braços e sentia dores na cabeça. A mulher, de 31 anos, apresentava um corte na cabeça de 5 centímetros com hemorragia e se queixava de fortes dores na cervical. Eles receberam o atendimento emergencial e foram levados para o pronto-socorro municipal. Os outros dois ocupantes sofreram escoriações nos braços, mas recusaram atendimento dos bombeiros.

 

Já os militares que estavam no caminhão não se feriram. Equipe da Polícia Rodoviária Federal também atendeu a ocorrência.

 

Inquérito militar

Em nota à imprensa, o Comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira informou que o caminhão pertence ao 17º Batalhão de Fronteira e que o primeiro atendimento às vítimas da caminhonete foi feito por um médico militar que estava seguindo viagem para Campo Grande. O Corpo de Bombeiros foi acionado em seguida. 

 

Ainda de acordo com o Exército, "o Comando da Brigada determinou a instauração de inquérito policial militar para apurar os fatos e as responsabilidades pelo referido acidente". 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix