Corumbá/MS, Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 12h:34
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Por que a marcenaria planejada deve ser realizada com projeto

Por Letícia Emori

Da coluna Casa e Decoração
Artigo de responsabilidade do autor

Por que a marcenaria planejada deve ser realizada com projeto

Divulgação

ColunaCasaEDecoração

Práticos, multifuncionais  e personalizados. Assim são os móveis planejados, utilizados com frequência em locais cujo espaço é enxuto. Por todas essas características, costumam ser mais caros do que os projetos tradicionais, embora tenham um motivo para tal - além de um marceneiro, é necessário o auxílio de um designer ou arquiteto para mensurar o quanto de espaço precisa ser aproveitado, de acordo com o projeto residencial.

Se o contratante não tem familiaridade com projeto, não conseguem mensurar esses aspectos de forma assertiva. A primeira dica, portanto, é contar com profissionais especializados para esta empreitada. Do contrário, os móveis planejados podem deixar de ser uma solução para se tornar um pesadelo. Depois disso, é recomendado fazer uma organização para saber o que se tem, o que será mantido e onde se pretende guardar cada objeto.

Em seguida, chegou a hora de separar por cômodo o que será guardado: louças, jogos de cama e toalhas, compras de supermercado, bebidas, entre outros itens. Com essa organização, será mais fácil saber qual local precisará de um projeto de marcenaria.

Os planejados integram o ambiente e produzem uma unidade estética. Além disso, aproveitam todo o espaço disponível, o que é fundamental para residências menores em que o foco é a otimização de todos os cômodos e ambientes. É por este motivo que o trabalho deve ser feito a partir de um projeto de um marceneiro. O profissional deve fazer o desenho dos móveis no próprio local. Também é possível contratar um designer ou arquiteto para fazer uma proposta, a fim de aproveitar todo o espaço e evitar problemas de obstrução, como conflito entre a abertura de uma porta de guarda-roupas e um ar condicionado split, por exemplo.

Um bom projetista, além de tirar as medidas pessoalmente, sugere mudanças para tornar o ambiente mais funcional, além de corrigir erros eventuais de rota, como citado acima. A maioria das empresas trabalha com madeiras e MDF certificados com o selo Forest Steward Council (FSC), provenientes de um bom manejo florestal. Portanto, sempre consulte essas informações antes de fazer a contratação da empresa ou profissional.

Por causa da especificidade e personalização de cada projeto, o custo pode ser mais elevado. A dica, neste caso, é pedir orçamentos com diferentes tipos de materiais e acessórios para escolher o projeto com o maior custo-benefício. Além disso, o contratante deve verificar as condições de pagamento, a fim de escolher a mais vantajosa possível. Quantidade de parcelas e desconto no pagamento à vista são alguns dos aspectos para serem observados.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix